– Devocional para o Culto Doméstico – Por que devemos perdoar?

por Rev. Alan Kleber

“… e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores” (Mateus 6.12) Porque DEUS nos mandou perdoar. O cristão nunca deve pagar o mal com o mal. A justiça pertence ao Senhor, e não a nós (Dt 32.35; Rm 12.19). Porque à semelhança de Jesus Cristo devemos perdoar. Ele nos deu […]

Devocional para o Culto Doméstico O Reino, o Poder e a Glória de Deus

por Rev. Alan Kleber

Pergunta 107. O que nos ensina a conclusão da Oração do Senhor? Resposta: A conclusão da Oração do Senhor, que é: “Porque teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém”, nos ensina que: Devemos confiar somente em Deus (Dn 9.18, 19), e Louvá-lo em nossas orações, atribuindo-lhe reino, poder e glória […]

Como Glorificar a Deus através da Oração?

por Rev. Alan Kleber

“Quando você estiver pronto para orar, evoque em sua alma a fé mais sincera naquelas coisas não vistas às quais suas orações se referem; e ore como se a estivesse vendo o tempo todo – Deus em sua glória, o céu, o inferno e Jesus Cristo seu Mediador nos céus.” (Richard Baxter, O Diretório Cristão, […]

Cristo Orou os Salmos Imprecatórios

por Rev. Alan Kleber

Ouvir Cristo falar sobre os Salmos Imprecatórios nos oferece a chave para interpretar essas maldições fortemente formuladas, e nós, como Povo do Livro, precisamos dessa compreensão para lidar corretamente com a Palavra da Verdade. William Binnie nos lembra: As circunstâncias em que estes Salmos são tão inequivocamente apropriados e endossados pelo nosso bendito Senhor… Restringirão […]

Os Salmos Imprecatórios e o Testemunho dos Apóstolos

por Rev. Alan Kleber

Como os apóstolos de Jesus consideravam Sua conexão com os Salmos é decisivo. Estes homens estavam constantemente em Sua companhia durante o Seu ministério, sendo ensinados por Ele, e depois recebendo iluminação e inspiração especiais para registrar Seus feitos e palavras (cf. João 14.26; 15.26; 16.13). Eles dão repetidamente claro testemunho nos Evangelhos a respeito […]

Ele Sempre Lembrará de sua Aliança

por Rev. Alan Kleber

“Falou mais Deus a Moisés e lhe disse: Eu sou o SENHOR. Apareci a Abraão, a Isaque e a Jacó como Deus Todo-Poderoso; mas pelo meu nome, O SENHOR, não lhes fui conhecido. Também estabeleci a minha aliança com eles, para dar-lhes a terra de Canaã, a terra em que habitaram como peregrinos. Ainda ouvi […]

Quem de Fato Está Orando os Salmos Imprecatórios?

por iparacaju

Esta realmente é uma questão crítica para com os Salmos Imprecatórios. Quem nas Escrituras ora imprecações para Deus destruir os seus Inimigos? Se você pedisse ao Senhor para destruir seu inimigo pessoal, isso seria em essência amaldiçoar este inimigo e, portanto, configuraria algo pecaminoso. Mas, se o Príncipe da Paz é aquele que pede a […]

Renovando o Pacto de Confiança na Palavra de Deus

por Rev. Alan Kleber

Para algumas mentes, esses salmos e passagens imprecatórias são talvez um obstáculo mais difícil do que qualquer outro no caminho de uma confiança estabelecida na inspiração Divina das Escrituras (J. Sidlow Baxter, Explore the Book) Temos refletido dominicalmente, a cada pastoral, como é importante para o cristão ter uma visão elevada das Sagradas Escrituras, pois […]

Por que devemos aceitar todos os Salmos como Sagrada Escritura?

por Rev. Alan Kleber

Muitas graças darei ao SENHOR com os meus lábios; louvá-lo-ei no meio da multidão; porque ele se põe à direita do pobre, para o livrar dos que lhe julgam a alma (Salmo 109.30-31) Desde os tempos do Antigo Testamento, as palavras registradas de Davi foram reconhecidas como divinamente inspiradas. O testemunho do Antigo Testamento é […]

Os Salmos Imprecatórios são Oráculos de Deus?

por iparacaju

Esta é uma pergunta fundamental que deve ser resolvida antes que possamos prosseguir: São esses cantos/orações realmente de Deus? É essencial que sempre abordemos as Escrituras com uma boa Teologia Bíblica da Inspiração das Escrituras. Examinar qualquer parte da Bíblia com uma reserva a respeito de sua origem divina é perigoso. Devemos ver que não […]