A Síndrome do “tudo vai bem”

por Rev. Alan Kleber

Na última pastoral apresentei pelo menos três implicações práticas para votarmos segundo a ética bíblica: (1) O voto é intransferível e inegociável; (2) O cristão não deve violar a sua consciência quando vota; e, (3) O fato de um candidato se dizer evangélico não deve constranger o seu voto. A pergunta de hoje é a […]

O Voto Ético

por Rev. Alan Kleber

No domingo passado vimos que, biblicamente falando, não faz parte das atribuições de um pastor abdicar de seu ministério para dedicar-se à política. O maior dever de um pastor é pastorear o rebanho de Deus através da pregação. Li certa vez (não lembro bem onde…) que a sublimidade do ministério pastoral levou o presidente americano […]

Pastor Candidato?

por iparacaju

A Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB) não possui o “candidato dos presbiterianos” para representa-la junto aos poderes executivo ou legislativo. Mas por quê? Porque a IPB entende que todo o cristão é livre para escolher seus candidatos sem nenhuma pressão ou imposição religiosa. Desse modo, os líderes governamentais não devem legislar ou trabalhar em prol […]

O Que é a Mensagem da Cruz? – 1Coríntios 2.1-5

por Rev. Alan Kleber

Introdução Paulo inicia o capítulo dois da Primeira Carta aos Coríntios com as seguintes palavras: “Eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não o fiz com ostentação de linguagem ou de sabedoria. 2 Porque decidi nada saber entre vós, senão a Jesus Cristo e este crucificado” (1Co 2.1, 2). Muitos questionavam […]

O Papel da Igreja na Eleição de Oficiais – Suas Bases Bíblicas e Constitucionais

por iparacaju

Amada Congregação, Hoje, pela graça de Deus, realizaremos mais uma eleição para escolha de oficiais. De modo que, algumas orientações para a Igreja são necessárias. Quando reunida em Assembleia para eleger seus presbíteros e diáconos, a Igreja de Cristo tem uma grande responsabilidade diante de Deus e um grande compromisso com o bem espiritual da […]

Série – Governo Bíblico Presbiteriano – O que é um Presbítero?

por iparacaju

Texto Básico: At 14.23; Tt 1.5. No Novo Testamento, os governantes da Igreja são chamados de presbíteros (= anciãos, aquele que é mais velho), bispos (supervisores) e pastores (aqueles que cuidam do rebanho de Cristo). O termo “Presbiterianismo”, deriva-se da palavra grega “presbyteros”. Por essa razão, as igrejas presbiterianas defendem e adotam o governo da […]

Série – Governo Bíblico Presbiteriano – Quais são as atribuições de um Diácono?

por iparacaju

Introdução A Igreja Presbiteriana do Brasil reflete a concepção reformada sobre as atribuições do diaconato, ao definir as atribuições do ofício diaconal, de acordo com a sua Constituição, nos seguintes termos: Art.53 – O diácono é o oficial eleito pela Igreja e ordenado pelo Conselho, para, sob a supervisão deste, dedicar-se especialmente: a) à arrecadação […]

Série – Governo Bíblico Presbiteriano – O que é um membro de igreja local?

por Rev. Alan Kleber

Introdução Os membros da igreja local são os crentes professos e seus filhos, em distinção aos seus oficiais. Obviamente os diáconos e presbíteros também são membros da igreja. Até mesmo o pastor, também é considerado membro da igreja que estiver pastoreando (Constituição da Igreja Presbiteriana do Brasil, Art. 27, § 2o). As igrejas presbiterianas não […]

Investigando as Nossas Fraquezas Para Não Cairmos Em Tentação

por iparacaju

“e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal…” (Mt 6:13). Eis aqui uma grande batalha travada no coração de todo cristão. Somos tentados todos os dias a fazer a nossa própria vontade e a pecarmos contra Deus. Da hora que acordamos à hora que dormimos, somos tentados. A tentação não pede licença. […]

Aprendendo a Vontade de Deus nos Momentos Mais Difíceis

por iparacaju

“Foi-me bom ter eu passado pela aflição, para que aprendesse os teus decretos”. (Sl 119:71) Certamente, sem a iluminação do Espírito Santo jamais poderíamos absorver essa verdade tão vital para o nosso cristianismo prático. Essa porção das Escrituras nos ensina que a aflição, considerando todas as coisas, é bastante “boa”. Para os ouvidos dos homens […]